Total de visualizações de página

sábado, 4 de março de 2017

32 anos de "We are the world" conhecido pelo projeto USA of Africa

O Álbum "We are the World" de 1985, conhecido pelo projeto "USA of Africa" completa no próximo dia 07 de março, 32 anos. Esse foi um dos discos que mais ouvi na minha infância. Aos mais novos, esse álbum juntou grandes estrelas do Pop, como Michael Jackson e Lionel Richie (compositores da música título do álbum),Tina Turner, Bruce Springsteen, Bob Dylan, Cyndi Lauper, Diana Ross, Ray Charles, Stevie Wonder, Paul Simon, Steve Perry, Dionne Warwick, Willie Nelson, entre tantos outros com o objetivo de arrecadar fundos para o
combate à fome na África.

A música "We are the World" é considerada uma das músicas mais conhecidas do século XX. A música foi um estrondoso sucesso, rendendo cerca de US$ 55 milhões. Só nos Estados Unidos, o single vendeu cerca de 7 milhões de cópias, tornando-se um dos mais vendidos de todos os tempos. E não era para menos, né. Com esse time de estrelas.

O clipe, com os cantores se revezando nos vocais e com a regência do maestro Quincy Jones, também entrou para a história. O clipe que mostrava todos os astros reunidos no estúdio, formando um coral, foi exibido à exaustão por praticamente todos os canais de TV do mundo, inclusive no Brasil. Dá uma conferida!


video

E no Brasil, em 1987, "We Are the World" inspirou uma iniciativa também muito séria. Na ocasião, o programa "Fantástico" lançou a campanha "Nordeste Já", com a música "Chega de Mágoa", para arrecadar fundos para as populações carentes do Nordeste. Participaram os cantores Milton Nascimento, Gilberto Gil,Djavan, Rita Lee, Gonzaguinha, Elba Ramalho, Fafá de Belém, Tim Maia, Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Simone, Elizete Cardoso, Chico Buarque, Gal Costa, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Danilo Caymmi, Luiz Melodia, Pepeu Gomes, Roger, Paula Toller, Marina, Nana Caymmi, Alcione e Fagner, entre outros. Bem legal a música, o clipe e o time de artistas de qualidade que tinhamos na época.



video

Em 2010, após o terremoto que devastou o Haiti, artistas como Miley Cyrus, Enrique Iglesias, Wycleaf Jean, Adam Levine, Pink,Celine Dion, Fergie, Usher, Toni Braxton,Justin Bieber e Akon, entre tantos outros, revisitaram a canção "We Are The World", novamente a convite de Lionel Richie, para arrecadar fundos para as vítimas do desastre. Também vale a pena conferir!



video


Que mais artistas se juntem pelo mundo por causas nobres, mantendo viva a iniciativa do USA of Africa. Pois infelizmente, mesmo depois de 32 anos, muitas coisas não mudaram, aliás até pioraram. 

Espero que vocês tenham curtido.

Abraço!

Ander Santana

sexta-feira, 5 de agosto de 2016

R.I.P Vander Lee - Ainda não consigo acreditar. Vai na paz poeta! Vai levar a sua arte ao infinito!

Está muito dificil de acreditar que o poeta Vander Lee com apenas 50 anos de idade, tenha ido cantar e encantar em outro plano. Tive o prazer de assistir o Vander ao vivo e posso afirmar que foi um dos melhores shows da minha vida. Um artista completo, um verdadeiro poeta, um ser humano incrivel e muito atencioso com todos os seus fãs.



Aos que me conhecem sabem o quanto sou fã desse artista, desde o primeiro dia que ouvi sua música "Românticos" na voz da cantora Rita Ribeiro. Logo que descobri o compositor da música, comecei a pesquisar tudo sobre o Vander e a admira-lo ainda mais. Várias de suas canções fazem parte da trilha sonora da minha vida e por mais que não fossemos amigos íntimos, sempre fui amigo íntimo da sua obra poetica e musical. Por vários momentos ao ouvir suas canções, recebi conselhos que nenhum amigo próximo conseguiu me dar.

Quando um compositor como o Vander vai embora, vai um pouco de nós compositores também. Podem até dizer que isto seja uma bobagem, mais é assim que me sinto. Embora sua obra ficará ai para toda eternidade, suas novas inspirações apenas serão admiradas no plato espiritual.

É poeta...Hoje nós (seus fãs)... estamos nos sentindo como pistas vazias esperando aviões. E agora você está realmente no lugar onde Deus possa lhe ouvir ao vivo. Ouvir esse louco romântico desvairado, que ama sem vergonha e sem juízo. E que deixará a todos aí no céu com o coração batendo mais forte porque você chegou "iluminado" e iluminando. Aqui pra nós (pobres mortais), você deixou uma estrela pra lembrança sua, para passarmos bem por esse tempo de silêncio e solidão.

Vai na paz poeta! Vai levar a sua arte ao infinito!

Abaixo uma das suas canções que mais gosto. Uma verdadeira oração em forma de música e poesia. Obrigado por tudo!

Ander Santana





Alma Nua

Ó, Pai
Não deixes que façam de mim
O que da pedra Tu fizestes
E que a fria luz da razão
Não cale o azul da aura que me vestes

Dá-me leveza nas mãos
Faze de mim um nobre domador
Laçando acordes e versos
Dispersos no tempo
Pro templo do amor

Que se eu tiver que ficar nu
Hei de envolver-me em pura poesia
E dela farei minha casa, minha asa
Loucura de cada dia
Dá-me o silêncio da noite
Pra ouvir o sapo namorar a lua
Dá-me direito ao açoite
Ao ócio, ao cio
À vadiagem pela rua

Deixa-me perder a hora
Pra ter tempo de encontrar a rima
Ver o mundo de dentro pra fora
E a beleza que aflora de baixo pra cima

Ó meu Pai, dá-me o direito
De dizer coisas sem sentido
De não ter que ser perfeito
Pretérito, sujeito, artigo definido

De me apaixonar todo dia
E ser mais jovem que meu filho
De ir aprendendo com ele
A magia de nunca perder o brilho

Virar os dados do destino
De me contradizer, de não ter meta
Me reinventar, ser meu próprio deus
Viver menino, morrer poeta




segunda-feira, 25 de julho de 2016

A Silenciosa Natureza do Amor

Fico muito feliz quando algo que não sei explicar toma conta da minha mente.
Num pequeno instante começo a escrever como se as palavras nascessem da minha alma. Pego o violão e os acordes criam sequencias sem muita técnica e nem preocupações harmonicas, porém as palavras vão definindo a melodia, vão definindo as imagens. Vou escrevendo e as imagens se projetam como num filme ou como num trailer talvez. Uma solidão tão boa!
Amo compor... Amo criar... Amo ganhar esse presente... Esse presente no qual acredito que venha da silenciosa natureza do amor...

Aí vai um trechinho da letra. Em breve posto a música toda.


terça-feira, 19 de julho de 2016

Dicas para balançar o esqueleto com música de qualidade essa semana em São Paulo

No próximo dia 21/07 (Quinta-Feira), o grupo musical coletivo Grooveria Eletroacústicoconhecido por suas versões dançantes de clássicos da MPB por meio de refinados arranjos, atingindo ao mesmo tempo um público variado e bem exigente, irá se apresentar no Bourbon Street Music Club. E como eles mesmo dizem "um tisunami de suigue!" que vai ajudar a mandar essa friaca pra bem longe. 

A dica pra quem se interessar é mandar um email para lista@grooveria.com.br solicitando que coloquem o nome na lista vip e assim conseguir um belo desconto. Pelo que apurei sai por R$35,00 a entrada com nome na lista. Normalmente as entradas dos shows no Bourbon Street custam em média entre R$ 60 e R$ 75. 



Abaixo um pouquinho do som dos caras para vocês sentirem o clima. Uma linda releitura da música "Recado" do mestre Gonzaguinha.


video


E no dia 23/07 (Sábado) a banda Serial Funkers, que já tem mais de 10 anos de carreira, tocando muito R&B, Soul e Funk de Raiz, mas que só ficou conhecida nacionalmente pela bela participação no programa Superstar da Rede Globo, também irá se apresentar no Bourbon Street Music Club. Eles estão em turne com o disco "Porque Funk é coisa séria", mais com certeza vai rolar várias releituras de Stevie Wonder, Jamiroquai, James Brown, Michael Jackson, Seal, Prince e por aí vai. É só suingueira essa semana! Vale muito a pena! Mas nesse caso, não foi divulgado nenhuma Lista Vip e os ingressos variam de R$ 60 a R$ 75.

Estava me esquecendo, o endereço do Bourbon Street é Rua Dos Chanés, 127 - Moema Tel: (11) 5095-6100


Abaixo também um pouquinho do som dos caras para vocês sentirem a vibe.


video


Boa diversão pra todos!

Ander Santana







domingo, 17 de julho de 2016

Manter o Foco

Depois de um bom tempo sem atualizar meu blog, dei uma repaginada nele e a partir de agora vou tentar manter uma regularidade nas minhas postagens. A idéia é continuar divulgando meu trabalho musical, falar muito sobre música, poesia e filosofia.

Espero a visita de todos! Digam o que acharam. 

Tenham uma linda semana e Sejam todos bem vindos!

Abraço!

Ander Santana


Manter o Foco




sexta-feira, 17 de outubro de 2014

O melhor dos anos 80 by Ander Santana - Parte III



Olá pessoal,

Dando continuidade aos post´s referente os anos 80, venho aqui nessa parte III, falar sobre mais 3 bandas que fizeram muito sucesso nessa época.

E a primeira banda é uma banda inglesa de rock e música eletrônica chamada New Order, formada no ano de 1980 por Bernard Summer (vocais, guitarra e sintetizadores), Peter Hook (baixo e sintetizadores) e Stephen Morris (bateria, bateria eletrônica e sintetizadores) - os membros remanescentes da banda Joy Division, após o suicídio do vocalista Ian Curtis conforme vocês leram no último post.

Embora as primeiras gravações do New Order soam muito parecidas com o Joy Division, em 1981, com o single "Everything's Gone Green", a banda desenvolveu sua sonoridade característica e é uma das bandas pioneiras da dance music eletrônica e foi a primeira banda a unir esse estilo musical com o rock, assim criando um novo estilo musical, que é conhecido como Dance Rock.

A banda já vendeu mais de 20 milhões de álbuns pelo mundo. E seu maior hit é Blue Monday, tendo vendido mais de 3 milhões de cópias. O New Order é um dos nomes mais influentes e revolucionários de todos os tempos no rock e na música eletrônica. Inúmeros artistas admitem terem muita influência de New Order, como por exemplo: Pet Shop Boys, Chemical Brothers, Smashing Pumpkins.

O New Order deu uma parada em suas atividades entre 1993 e 1998, período no qual os membros participaram de vários projetos paralelos. A banda se reuniu em 1998, e em 2001 lançou "Get Ready", seu primeiro álbum em oito anos. Em 2007, Peter Hook deixou a banda devido a desentendimentos com Bernard e Stephen, assim o New Order novamente entrou em hiato. Em 2011 a banda retornou a ativa, com Tom Chapman substituindo Hook no baixo.


Bora curtir Blue Monday, o maior sucesso da banda.



New Order - Blue Monday

Como comecei esse post falando do New Order e sobre esse estilo musical chamado Dance Rock, não tem como não citar a banda, que ao meu ver é a maior representante desse seguimento. A maravilhosa banda britânica Depeche Mode.

O Depeche Mode também nasceu em 1980. A banda era inicialmente formada por David Gahan (vocalista), Martin L. Gore (tecladista, guitarrista, vocalista e compositor a partir de 1981), Andrew Fletcher (tecladista) e Vince Clarke (tecladista e compositor de 1980 a 1981). Vince Clarke deixou a banda após o lançamento do álbum de estréia em 1981, tendo formado os duos Yazoo e Erasure (grandes sucessos na época também). Então foi substituído por Alan Wilder, membro de 1982 a 1995. Após a saída de Wilder, o Depeche Mode continuou a carreira como um trio.

O nome da banda foi tirado da capa de uma revista francesa de moda. Depeche vem do francês dépêche, que significa "despachar" (do francês antigo despesche/despeche) mas também pode significar "reportagem", "noticiário"; já Mode significa "moda". De acordo com Gore, o significado seria algo como "moda apressada" ou "despache de moda". No entanto, faz mais sentido em francês que a expressão contida na revista significasse algo entre "notícias de moda", "atualizações da moda" ou "última moda", dependendo do contexto.

Em 2009, era estimado que a banda já havia vendido mais de 110 milhões de cópias em todo o mundo. A banda teve 44 canções nas paradas britânicas e já esteve mais vezes que qualquer outro artista entre os 40 mais ouvidos no Reino Unido a alcançar o primeiro lugar.

Agora vamos curtir  Enjoy The Silence a minha preferida entre tantos sucessos. 


Depeche Mode -  Enjoy The Silence

E para terminar esse post, vou falar não sobre uma banda, mas sim sobre um duo britânico formado pela loira Annie Lennox e Dave Stewart no início dos anos 80, chamado Eurythmics.

O casal trabalhou junto pela primeira vez no grupo The Tourists em 1978, quando também começaram a namorar. Dois anos depois, eles saíram do grupo e terminaram o romance, mas não a parceria profissional. Então nasceu os Eurythmics, com um visual andrógino e um som digamos Eletro Pop Rock.

Em 1983, esse "estranho" duo entrou para a história com a cativante música Sweet Dreams (Are Made of This). O duo esteve parado entre 1991 e 1998, lançando seu último álbum Ultimate Collection em 2005.


Eurythmics - Sweet Dreams (Are Made of This)


Espero que gostem desse post e até o próximo.

Abraços!

Ander Santana